TUMBLING 

 

O que é?

 

 

Para a prática desta modalidade é necessário a existência de uma pista de Tumbling.

 

 

 

 

Esta é elevada, composta por material que ajuda os atletas a executar os diversos saltos gímnicos numa extensão de 25 metros de comprimento por 1,5 metros de largura. É constituída por barras em fibra de vidro, por cima das quais são colocadas 10 cm de uma "mousse" de forte densidade e uns rolos de esponja especial, fabricados para o efeito (este sistema inovador foi idealizado por Randy Mulkey). A pista é precedida de 10 metros de um corredor para corrida que antecede uma série de Tumbling. A área de recepção no final da pista é de 6 metros de comprimento por 3 metros largura, sendo a área de recepção sem penalizações, digamos assim, de 4 metros de comprimento por 2 metros de largura, qualquer recepção fora deste último perímetro (zona de recepção), é penalizada. A pista de Tumbling poderá dar aos atletas uma propulsão, podendo os elementos executados, atingir 3 a 4 metros de altura.

 

 

 

O tumbling é um desporto espectacular, numa perfeita demonstração de velocidade e força aliada a uma grande técnica, a que o atleta terá, forçosamente, de controlar.

 

 

Uma série de Tumbling é composta por 8 elementos. Em provas da modalidade, existem séries de mortais, piruetas ou séries livres, perfazendo um total de 4 séries por prova. O atleta terá de iniciar a sua série no corredor de aproximação, efectuar os saltos de tumbling na pista de saltos, terminando a sua série se possível na área de recepção.

(mais informação na zona Tumbling - Regulamentos e Códigos de Competição)

 

Saltos mortais explosivos com múltiplos saltos e piruetas são executados sempre em busca de uma performance próxima da perfeição.

 

 

 

É uma experiência maravilhosa sentir o corpo através da riqueza de movimentos e situações propostas. Passar por posições nunca antes trabalhadas, por aparelhos diversificados; sentir o trabalho do corpo, adquirir noções espaciais. É uma sensação de liberdade e domínio corporal melhorar a postura e flexibilidade, adquirir consciência corporal, disciplina, respeito, espírito de luta e sociabilização. Esta é a nossa meta.

 

 

O Tumbling está inserido na modalidade de trampolins onde se inclui o Trampolim e o Duplo Mini-Trampolim.

 

Trampolim  

O trampolim é uma disciplina da ginástica olímpica um desporto onde se combina harmonia, destreza, equilíbrio e muita coordenação. Reúne atletas de diversas idades, exigindo dedicação e muito treinamento. A execução nos aparelhos deve ser arrojada e harmoniosa. Nos saltos os atletas atingem a marca de até 8 metros de altura, executando saltos mortais, duplos, triplos mortais e piruetas das mais variadas. Um painel de juizes avalia os competidores, valorizando a postura e dificuldade. 

 

 

Trampolim Sincronizado 

 

O trampolim sincronizado exige a mesma habilidade técnica que o trampolim individual, somando-se a isso uma maior precisão de tempo na execução dos exercícios. São usados dois trampolins para dois atletas de performances parecidas que devem executar uma série de 10 elementos ao mesmo tempo. Assim, artisticamente, cada um executa como se fosse uma imagem de espelho do outro, aumentando a beleza visual da competição de trampolim.  

 

Duplo Mini-Trampolim  

O duplo mini trampolim é um desporto relativamente novo que combina a corrida horizontal do tumbling com os saltos verticais do trampolim. Depois de uma pequena corrida, o atleta salta sobre um trampolim pequeno duplamente nivelado para executar um movimento (salto) em um dos níveis, ressaltando no segundo nível, seguido imediatamente por um elemento que irá finalizar sobre a zona de recepção.